Periodontia é a área da odontologia que trata as doenças da gengiva, ossos e ligamentos que sustentam os dentes. Estes tecidos podem ser afetados pela doença periodontal, que tem origem bacteriana e acomete 75% da população brasileira acima de 25 anos de idade. Nela, as gengivas, ossos e ligamentos periodontais (fibras que fazem a ligação da raiz dentária com o osso) são comprometidos.

anatomia.jpg

Gengiva saudável não mostra vermelhidão ou inchaço.

  1. A superfície parece levemente pontilhada.

  2. Os espaços entre os dentes são cobertos por uma gengiva firme em forma de "V"

Gengiva_saudável2a.jpg

Os primeiros sinais da doença periodontal se caracterizam pelo aumento de volume e sangramento. Chamamos essa alteração de gengivite.

Com a progressão da gengivite, estruturas de sustentação e proteção dos dentes (ossos e ligamentos) são comprometidas, iniciando-se a periodontite. A periodontite pode manifestar-se de forma assintomática, sem dor, sangramento ou retração gengival, passando muitas vezes desapercebida pelo seu portador e às vezes até pelo clínico geral.

O controle da periodontite é de fundamental importância, pois em alguns casos a perda óssea poderá ser de 1mm/ano, caso o paciente não siga nossas recomendações.

Em outros casos, mesmo com controles periódicos, o paciente ainda poderá ter 0,07 mm de perda óssea ao ano.

A evolução da doença periodontal leva à perda óssea e possível perda dos dentes,
sendo a principal razão de perda dentária na população adulta!