Causas
Consequências
Tratamento
Show More

POUCA SALIVA / XEROSTOMIA

Tratamento

INTEGRANDO A SAÚDE BUCAL

AO

CORPO HUMANO

Prevenção - Função - Estética

1.

“Com frequência, apenas uma minúscula quantidade de saliva é suficiente e necessária para evitar a aparência de boca seca e para cobrir a superfície mucosa bucal.”

Vissink , Arjan. Xerostomia and Dental Problems in the head and Neck Radiation Patient. In: Olver I. (Ed) The MASCC textbook of cancer supportive care and survivorship. Australia: Springer Science & Business Media, 2010. p.213 – 21.

2.

Quanto de saliva é suficiente? Esta questão leva a outra pergunta:  suficiente para quê? Seria o quanto é suficiente para prevenir secura da boca ou o quanto é o suficiente para que o paciente possa ter conforto?
Com frequência, apenas uma minúscula quantidade de saliva é necessária para se ter conforto bucal e qualidade de vida. Portanto, não espere que o tratamento consiga promover secreção abundante. Ou seja, você terá conforto bucal, mas não irá babar no travesseiro!

FALCÃO, Denise. P.; MOTA, Lícia M. H. ; ABRAO, Aline L. P. ; BEZERRA, Ana C. B. . Sialometria: Aspectos de interesse clínico. Revista Brasileira de Reumatologia (Impresso), v. 53, p. 525-531, 2013.

3.

• O tratamento de disfunção de fluxo salivar deve ser individualizado.

• Deve ser dada atenção ao tratamento da causa (s) da disfunção da glândula salivar.

• O tratamento de escolha para melhorar sintomas da disfunção da glândula salivar deve priorizar o uso de um adequado estimulante de saliva.

•Os pacientes com disfunção das glândulas salivares devem ser reavaliados regularmente.

STRIETZEL, F. P. ; LAFAURIE, G. I. ; MENDOZA, G. R. B. ; ALAJBEG, I. ; PEJDA, S. ; VULETIC, L. ; MANTILLA, R. ; FALCÃO, Denise. P. ; LEAL, S. C. ; BEZERRA, A. C. B. Efficacy and safety of an intraoral electrostimulation device for xerostomia relief: A multicenter, randomized trial. Arthritis and Rheumatism, v. 63, p. 180-190, 2011

Davies A, Bagg J, Laverty D, Sweeney P, Filbet M, Newbold K, et al. Salivary gland dysfunction (‘dry mouth’) in patients with cancer: a consensus statement. European journal of cancer care. 2010;19(2):172-7

4.

Se suas glândulas salivares não funcionam normalmente, mas ainda produzem saliva, pode-se obter boas respostas com:

  • Estimulação mastigatória: a mastigação constitui um estímulo normal e fisiológico para aumentar a salivação e as glândulas salivares são altamente reativas à ela. Recomenda-se ao paciente consumir alimentos consistentes numa freqüência maior

  • Estimulação gustatória: este estímulo será indicado para pacientes que não possuem irritações nos tecidos bucais, pois este poderá irritar mucosas desidratadas

  • Estimulação mio-elétrica: a emissão de impulsos elétricos aumenta o reflexo fisiológico salivar e deverá ser aplicado em sessões consecutivas

  • Aplicação de laser terapêutico

  • Estimulação medicamentosa: prescrição de medicamentos homeopáticos ou alopáticos que atuam no sistema nervoso parassimpático estimulando o fluxo salivar

  • Mudanças de hábitos sociais e alimentares

  • Acupuntura

5.

Entretanto, se as suas glândulas salivares não responderem aos estímulos acima, o cirurgião dentista lhe fará um dispositivo para a hidratação da sua mucosa bucal e adotará medidas para evitar desmineralização dentária e instalação de processos inflamatórios bucais.

6.

Você deverá seguir as orientações abaixo:

  • Beber água com frequência no decorrer do dia. (no mínimo 2 litros)

  • Manter uma excelente higiene bucal

  • Restringir o consumo de açúcar para evitar a atuação dos ácidos sobre os dentes

  • Comidas muito condimentadas, salgadas e/ou secas deverão ser evitadas

  • Mascar chicletes sem açúcar por 10 minutos 3 vezes ao dia

  • Evitar o fumo, bebidas alcoólicas, refrigerantes cola, chá mate e café, pois eles aumentam a secura da boca

  • Usar umidificador para manter um nível de umidade do ar

  • Lavar as narinas com água mineral 4 vezes ao dia

  • Usar sempre um protetor labial ou batom com protetor solar

  • Reduzir o nível de estresse

  • Visitar o seu dentista a cada 3 meses

Dra. Denise Falcão - CRO 2206

© 2020 por Clínica Humanus. Criado com Wix.com