SÍNDROME DE

SJÖGREN

Meios de Diagnóstico

O diagnóstico e tratamento precoce são importantes para prevenir complicações e a atuação do cirurgião dentista na realização deste diagnóstico é de extrema importância, pois a secura da boca poderá ser um dos primeiros sintomas desta doença. Nossa equipe segue os critérios de diagnóstico do preconizado pelo Grupo de Consenso Americano-Europeu (2002) de Síndrome de Sjögren, onde deverão estar presentes 2 sintomas cardinais da Síndrome: olhos secos e boca seca e mais 4 exames positivos.

Vivino FB, Bunya VY, Massaro-Giordano G, et al. Sjogren's syndrome: An update on disease pathogenesis, clinical manifestations and treatment. Clin Immunol. 2019;203:81‐121. doi:10.1016/j.clim.2019.04.00

C Vitali et al.Classification criteria for Sjogren's syndrome: a revised version of the European criteria proposed by the American-European Consensus Group. Annals of the Rheumatic Diseases. 2002; 61(6):554-558.

INTEGRANDO A SAÚDE BUCAL

AO

CORPO HUMANO

Prevenção - Função - Estética

Critérios de diagnóstico:

Deverão estar presentes 2 sintomas cardinais da Síndrome: olhos secos e boca seca e mais 4 exames positivos:

  1. Sintomas ocular: Presença persistente e diária de xeroftalmia (sensação de olho seco) por mais de 3 meses. Sensação de areia nos olhos ou uso de colírios que substituam a lágrima mais de 3 vezes ao dia.

  2. Sintomas bucal: Sensação de xerostomia (sensação de boca seca) por mais de 3 meses. Presença de inchaço persistente ou recorrente das glândulas salivares por mais de 3 meses. Ingestão frequente de líquidos para auxiliar a deglutição de alimentos secos.

  3. Sinais ocular: Positividade de pelo menos um dos testes: de Schirmer (<ou = 5mm em 5 minutos. Sem uso de anestésico) e do Rosa de Bengala (> ou = 4).

  4. Histopatologia: Características histológicas positivas na biópsia de glândulas salivares menores: sialoadenite linfocítica focal, avaliada por um histopatologista especialista, com um escore de foco >1, definido como um número de focos linfocitários (que são adjacentes aos ácinos mucosos de aparência normal e contêm mais de 50 linfócitos) por 4 mm2 de tecido glandular.

  5. Envolvimento da glândula salivar em pelo menos um dos seguintes exames:

  • Cintilografia salivar mostrando atraso na captação, concentração reduzida e / ou excreção tardia do traçador.

  • Sialografia parotídea mostrando a presença de sialectasias difusas (padrão pontuado, cavitário ou destrutivo), sem evidência de obstrução nos ductos principais.

  • Sialometria não estimulada < ou = 0,1 mL/min.

  6. Presença de pelo menos um dos auto anticorpos:

  • Anti SSA ou SSB ou ambos.

Será descartada a possibilidade desta Síndrome, caso o paciente se apresente com:
  1. Histórico de radioterapia na cabeça e pescoço

  2. Hepatite C

  3. Linfoma e sarcoidose

  4. Doença de enxerto X hospedeiro

  5. Uso de medicamentos anticolinérgicos

  6. Síndrome da imunodeficiência adquirida (SIDA)

Critérios de diagnóstico para Síndrome de Sjögren Primária em pacientes sem qualquer doença potencialmente associada, a SS primária pode ser definida da seguinte forma:
a. A presença de 4 dos 6 itens é indicativa de SS primária, desde que o item 4 (Histopatologia) ou 6 (Sorologia) seja positivo
b. A presença de quaisquer 3 dos 4 itens de critérios objetivos (ou seja, itens 3, 4, 5, 6)

 
Critérios de diagnóstico para Síndrome de Sjögren Secundária em pacientes sem qualquer doença potencialmente associada, a SS primária pode ser definida da seguinte forma:
Em pacientes com uma doença potencialmente associada (por exemplo, outra doença bem definida do tecido conjuntivo), a presença do item 1 ou do item 2 mais quaisquer outros dois entre os itens 3, 4 e 5 podem ser considerados indicativos de
Teste de Schirmer
Teste de Rosa Bengala
Causas
Sinais e sintomas
Meios de diagnóstico
Tratamento
Show More
Dra. Denise Falcão - CRO 2206

© 2020 por Clínica Humanus. Criado com Wix.com